1 – As mulheres são as únicas primatas com seios “permanentes”

curiosidades-seios-femininos-01-butecologia
A exata razão dessa diferença entre os seres humanos e os primatas é desconhecida, mas outras espécies de primatas apenas desenvolvem mais os seios quando precisam amamentar, e depois ele é reduzido. Uma hipótese sustenta a ideia que o tamanho e forma das mamárias humanas servem de valor reprodutivo e para fazer parte do jogo do acasalamento.

 

 

 

2 – Os maiores seios naturais

curiosidades-seios-femininos-02-butecologia
A detentora do recorde pelo Guiness Book é Annie Hawkins-Turner – seus peitos medem 70 centímetros de um lado a outro e seu sutiã é tamanho 102 ZZZ. Os peitos são naturais, mas não são exatamente normais. Annie sofre de gigantomastia, que causa o crescimento desenfreado do tecido mamário.

 

 

 

3 – Os seios podem gerar orgasmos

curiosidades-seios-femininos-05-butecologia
Mulheres que chegam ao orgasmo através da estimulação dos mamilos existem, e o fenômeno é comprovado cientificamente. Um estudo feito pela Men’s Health, que entrevistou 213 mulheres, 29% delas afirmaram que tiveram um “orgasmo de mama” em algum ponto da vida. Outro estudo de 2011, do Jornal de Medicina Sexual, usou exames de ressonância magnética para acompanhar respostas aos diferentes tipos de estimulação física, o que levou à descoberta inesperada que a estimulação do mamilo estimula o córtex sensorial genital.

 

 

 

4 – Leite materno é o alimento perfeito para bebês

curiosidades-seios-femininos-06-butecologia
Esse fato é o mais conhecido, mas saiba exatamente o porquê: o leite materno contém anticorpos que ajudam o bebê a combater possíveis infecções e doenças. O leite é produzido pelas células da mama chamadas alvéolos, que respondem ao estímulo do hormônio prolactina, liberado quando os bebês mamam.

 

 

 

5 – Se tratando de leite, o tamanho não importa

curiosidades-seios-femininos-03-butecologia
Para fins de amamentação, o tamanho dos seios não importa, pois não está relacionado à quantidade de leite que é capaz de produzir. Embora as mulheres com peitos pequenos se preocupem se vão ser capazes de alimentar suas crias, muitas vezes mulheres com seios grandes que têm dificuldades, por causa do posicionamento.

 

 

 

6 – Eles oscilam mensalmente

curiosidades-seios-femininos-04-butecologia
Muitas mulheres experienciam o aumento das mamas durante a TPM, porque o corpo delas produz altos níveis de hormônios como a progesterona e a prolactina, que causa o inchaço. O crescimento dos seios acontece em escala absurda no processo de gravidez, também por conta dos hormônios. Autores de alguns livros sobre sexo afirmam que os seios aumentam em até 25% durante momentos de excitação sexual intensa.

 

 

 

7 – O da esquerda tende a ser maior

curiosidades-seios-femininos-07-butecologia
É perfeitamente normal as mulheres terem um seio levemente maior que o outro, e para 65% delas, é o da esquerda. Ninguém sabe por que essa preferência pelo lado esquerdo. Algumas teorias sugerem que a hipersensibilidade imunológica, que é maior no lado esquerdo do corpo, impacta sobre os hormônios que determinam tamanho e forma da mama.

 

 

 

8 – Há quatro tipos de mamilos

mamas
Se você achava que havia apenas um tipo de mamilo, está enganado. Mamilos “normais” saltam um pouco da auréola, especialmente quando elas ficam excitadas ou quando está frio. Mamilos “flat” só sobressaem quando há mudança de temperatura. Mamilos “inchados” tem uma auréola mais protuberante. Mamilos “invertidos” são essencialmente virados para dentro – esse tipo de mamilo não é necessariamente um problema, depende do grau de inversão e como isso irá prejudicar a amamentação futuramente.

Comentários Facebook